quinta-feira, 13 de outubro de 2011

1 ano

Faz hoje exactamente um ano desde que mal dormi e no tempo todo em que acompanhei as tuas últimas horas nesta terra, todo o oceano atlântico que nos separa me escorreu pelas faces. O mundo decidiu deixar as nossas vidas de pernas para o ar quando traçou o nosso destino com um horizonte igual, mas visto de diferentes lugares. Tudo o que mais queria naquelas longas horas era abrir os olhos e ter certezas de que aquilo não tinha passado de um pesadelo: fruto do meu subconsciente duvidoso que teimava em tirar-te da minha vida - mas o grande problema é que não era, era a crua, pura e dura realidade. Tu ias-te embora e não tinhas data de regresso, e esse facto massacrava a minha alma sem pudor. Eu não te queria perder, eras e és o meu pilar, a fonte de onde retiro a minha vontade de viver; em poucas semanas tudo mudou. O que mais receávamos aconteceu, e nós não tínhamos como dar a volta por trás: o destino, de mãos dadas aos nossos medos, qual namorados mais do que apaixonados, ganhou-nos a corrida e levou-te para longe daqui. Mas não para longe do coração...
Não há um dia que não pense em ti, um único mesmo. Sempre te considerei o meu cavaleiro salvador, sempre pensei em ti enquanto escrevia praticamente todos os meus textos... A tua alma, quer quiséssemos, quer não, estaria sempre abraçada à minha, numa só. És meu irmão; não de sangue, mas de vida. O mundo sempre colocou umas pequenas pedras no nosso caminho, mas nós facilmente lhes dávamos um leve pontapé e elas iam para bem longe, como se nunca se tivessem atravessado à nossa frente.
E ao fim deste tempo todo que passei sem te tocar, sabes o que digo? Que Ele ainda se há-de arrepender do que nos fez e voltará a cruzar os nossos caminhos - quem não se apercebe da nossa união é cego, sendo que ela é capaz de iluminar a mais escura das ruas. Eu sei que vais voltar, meu amor. Eu sei. Tenho saudades tuas.
Amo-te melhor amigo de sempre e para sempre!

13 comentários:

  1. devias ter acrescentado: escrito por mim, sentido por mim e pela marlene. :((:(:(
    amo-te e obrigada por estares sempre ao meu lado fofinha.

    ResponderEliminar
  2. O que mais custa, o que mais me deita abaixo, é que essa pessoa para além de grande amiga é meu namorado.
    Tens razão, é isso mesmo.
    Obrigada :)

    ResponderEliminar
  3. Não faz mal nenhum. Já estive mais confiante disso, mas aconteça o que acontecer continuarei a lhe amar e a desejar o melhor para ele, seja o melhor dele, perto ou longe de mim :)

    ResponderEliminar
  4. life is unfair f. não deixes de escrever, nunca! *

    ResponderEliminar
  5. oh, está tão lindo. continua forte :)

    ResponderEliminar
  6. Nisso tens razão nunca sabem o que se passa realmente connosco :x

    ResponderEliminar
  7. eu fiquei sem palavras fabi linda! que tenhas a maior força do mundo para aguentares esta dor da distância <3

    ResponderEliminar
  8. já tinha saudades de te *ler* doce fabiana, tinha mesmo:)

    ResponderEliminar
  9. Vais ver que consegues! Oh obrigada <3

    ResponderEliminar