terça-feira, 3 de novembro de 2009

i'm here


gostava que sentisses algo sempre que pensasse em ti. gostava que pudesses saber que a minha alma voa sempre para perto para tomar conta de ti. gostava que soubesses que este texto é para ti, e exclusivamente para ti. para ti.
leva-me contigo, leva-me dentro do teu punho como quem guarda a última moeda; leva-me no teu bolso bem fechado como se fosse a tua preciosidade. leva-me de qualquer uma maneira, mas leva-me. leva-me para longe mas para junto do teu peito. foge comigo, com as tuas mãos dadas às minhas. esconde-me de toda gente para eu ser apenas tua. guarda-me num cantinho só teu e visita-me de segundo a segundo. olha-me nos olhos mais uma e outra vez. olha bem para os meus olhos, o que te dizem eles? "leva-me contigo"
abraça-me duma forma apertada como se nunca me fosses deixar (e, não me deixes mesmo). dá-me um abraço do tamanho do mundo, e daqueles como se fosse o último, sendo um dos primeiros. só quero realizar um sonho. fazes parte de mais um tema da minha mente, e não te vais embora. além disso, não quero. quero que fiques aqui, para sempre. enrola cada fio do meu cabelo entre os teus dedos, dá-me um beijo em cada canto da minha face. tenho um disfarce para não me reconheceres, mas tu já me sabes 'domar'. não és capaz de reconhecer a fera pelo seu rugido?


quando é que percebes que isto é para ti?

9 comentários:

  1. que texto magnífico, nota-se mesmo que é sentido!

    faz-me lembrar a música "leva-me contigo" do duarte rosado :b

    ResponderEliminar
  2. oh fabs, gostei muito :)
    também tenho saudades tuas (L)

    ResponderEliminar
  3. tu sabes tão bem como juntar palavras doces, não sabes?

    está lindo *.*

    ResponderEliminar