quarta-feira, 7 de outubro de 2009

o que causas

Uma verdade? Estou farta. Uma questão: porquê? Na verdade, a sorte não tem estado muito do meu lado, ou então anda a fugir de mim a sete pés, entre esses quelhos que são os contratempos na minha vida. As esperanças são todas esmagadas pelo pé de outrem que passou a fazer parte - apesar de, num grau secundário (diria até negativo) - da minha vida. Posso dizer que todas as noites imagino um bocadinho do que gostava que acontecesse, mas no dia seguinte, vai tudo por água abaixo. Recebo um grande balde de água fria pela cabeça abaixo e acordo; Estou a tremer, mas não me importo. Só me importo da maneira como me sinto por dentro, do estado em que o meu coração ficou. O meu corpo agora não importa, pois só o uso para conseguir comunicar, pois se conseguisse que apenas a minha alma fala-se, faria-o, era o melhor.
Mas eu sei que vou ficar bem, e talvez até possamos a ser amigos outra vez. (ou ainda somos amigos? não sei)
Quando falo contigo, tento suavizar a minha forma de estar e falar para pensares que estou bem e que não me importo. Mas tu sabes bem que me importo, e que isto não me deixou bem. Depositei em ti parte do meu eu, achei que podias ser algo com futuro, pois a tua simpatia é fascinante.
Mas agora vejo-te de outra maneira, e quando estás perto finjo não te ver, viro a cara e finjo que não me fazes diferença, o pior é que fazes, fazes-me imensa, principalmente magoas-me quando estás com a outra pessoa. Mas tu não tens culpa, e por isso não vou esperar que me peças desculpa ou que lamentes pois sei que não o vais fazer. Mas eu gostava que o fizesses, sentiria que sabes que existo. Eu gosto mesmo muito de ti, mas deixa, nem tudo o que sonhamos acontece, e tu foste tudo isso. Deveria ter estado no meu lugar, sem dizer nada, sem fazer nada - quieta, pois estas minhas acções podem não ter originado isto tudo, mas foram um pequeno empurrão.
Não te peço nada, porque na realidade não valeria nada. Não vou chorar, mas vou ficar ainda mais cansada com tudo isto, é tudo ao mesmo tempo, e desvanecer no ar. Porque chorar, não o quero voltar a fazer, apesar de saber que é uma missão impossível. Mas maior missão impossível és tu. Estás longe de mim, estás longe daqui

- you're the one who let me down, the one who doesn't care.

8 comentários:

  1. :o
    essa letra! é da musica dos morangos ahah (A)

    ResponderEliminar
  2. As tuas palavras tocam-me cá dentro.
    Força, tu consegues ser mais forte :)

    ResponderEliminar
  3. pois não, vejo eu e daí queres porradas queres queres? u.u

    ResponderEliminar
  4. obrigada minha querida :)
    e enquanto esse dia não chega, vou sonhando *

    ResponderEliminar
  5. eu sei disso meu amor :)
    sempre estiveste comigo, sempre *
    amo-te

    ResponderEliminar